Blog

Viagens Incríveis – Destino: Buenos Aires – Parte 2

Buenos_Aires_Parte2
Viagens Incríveis

Viagens Incríveis – Destino: Buenos Aires – Parte 2

Dando sequência ao post anterior, continuamos a relembrar e compartilhar as nossas experiências vividas durante o período em que estivemos em Buenos Aires, a capital da Argentina. Tivemos a oportunidade de conhecer diversas atrações turísticas que ficarão guardadas na memória. Optamos por andar a pé e assim aproveitarmos a paisagem e poucas vezes fizemos uso do metro apenas para nos deslocarmos entre as atrações mais distantes umas das outras, pois o metro passava pelas principais atrações da cidade. Por estarmos hospedados no bairro Recoleta, aproveitamos para conhecer o famoso Cemitério La Recoleta e a Basílica Nuestra Señora del Pilar. Gostaríamos de ter conhecido o Centro Cultural Recoleta e o Museo Nacional de Bellas Artes, mas ambos estavam fechados. Nesta região, também visitamos o Buenos Aires Design Mall, uma espécie de shopping voltado para a construção, equipamentos, design e decoração. Dentro dele, fomos ao Hard Rock Café, o primeiro restaurante da rede inaugurado na América Latina.

Além da Casa Rosada, vistamos a Plaza de Mayo, o Congresso de la Nación Argentina, a Catedral Metropolitana de Buenos Aires, e o Café Tortoni. Também aproveitamos para fazer uma visita guiada pelo Teatro Colón, mas embora tenha sido magnifico conhecer o seu interior, o seu salão principal estava passando por obras. Seguimos para o famoso bairro Puerto Madero e lá conhecemos o Navio-Museu A.R.A “Presidente Sarmiento”, um Monumento Histórico Nacional da Argentina que está atracado no dique 3. Também fizemos passeios ao ar livre e conhecemos o Complejo Cultural y Ambiental Jardín Japonés e o Jardim Botânico.

Por fim, mas não menos importante, tivemos a oportunidade de fazer uma aula de tango antes do jantar e dos espetáculos na casa de shows denominada Tango Porteño e aprendemos um pouco mais sobre os passos e a tradição do tango e tivemos uma experiência igualmente inesquecível na casa de tango Esquina Carlos Gardel. Entre tantos momentos marcantes, não poderíamos deixar de destacar a culinária típica do local. Entre os gigantescos potes de doce de leite, alfajores, vinhos, bizcochos, galletitas, um local em especifico nos marcou profundamente: o restaurante El Sanjuanino localizado no bairro Recoleta. As suas empanadas eram tão maravilhosas que fazíamos questão de almoçar lá todos os dias.

  1. Gran Café Tortoni

O Café Tortoni foi fundado em 1858, é considerado o bar mais antigo da cidade e uma verdadeira atração para os seus visitantes. Localiza-se na Avenida de Maio, ao lado da Academia Nacional do Tango e do Museu Mundial do Tango e está próximo à outras atrações turísticas como a Casa Rosada, a Praça de Maio e a Catedral Metropolitana. A sua imponente fachada e o seu interior incluindo o teto com vitrais, os lustres, colunas e quadros mantém uma decoração antiga e tradicional. Também são mantidas as figuras de importantes personalidades argentinas que chegaram a frequentar o local, a exemplo do escritor e poeta Jorge Luis Borges, do famoso cantor de Tango Carlos Gardel e da poetisa Alfonsina Storni. Atualmente em seu subsolo, no Salão Alfonsina, são realizadas apresentações de Tango, shows de jazz e apresentações de músicas tradicionais argentinas com artistas portenhos. O fluxo de atendimento é intenso e rápido devido a quantidade de turistas que diariamente frequentam o local, sendo que em alguns momentos pode se enfrentar fila na entrada.

  1. Complejo Cultural y Ambiental Jardín Japonés

O Complejo Cultural y Ambiental Jardín Japonés ou simplesmente Jardim Japonês de Buenos Aires é administrado pela Fundação Cultural Argentino Japonesa. Foi construído dentro do Parque Três de Fevereiro, uma grande zona verde situada no bairro Palermo no ano de 1967, ocasião de uma visita oficial do Príncipe Herdeiro Akihito e da Princesa Michiko à Argentina. O Complexo, que é considerado um “pedacinho do Japão em Buenos Aires” possui uma paisagem com inúmeros elementos tradicionais da cultura japonesa.

Além de árvores e plantas, existe um lago com uma grande quantidade de carpas de variadas cores e pontes que ficam no centro do jardim. O Complexo também contém um prédio no qual funcionam um centro de atividades culturais, uma biblioteca especializada em cultura japonesa e educação ambiental, um restaurante, um viveiro onde é possível comprar bonsais, uma tenda de artigos variados e espaços destinados à realização de exposições, palestras e workshops.

  1. Buque Museo Fragata A.R.A. “Presidente Sarmiento”

O Navio-Museu A.R.A “Presidente Sarmiento” é um Monumento Histórico Nacional da Argentina e está atracado no dique 3 do bairro Puerto Madero em Buenos Aires. Trata-se de uma fragata, uma espécie de navio de guerra que foi convertido em um navio-museu e batizada em homenagem ao fundador da Escola Naval Argentina (a Escuela Naval Militar), o Presidente Domingo Faustino Sarmiento. Foi originalmente construído como um navio de treinamento da Marinha Argentina para os jovens cadetes navais e estudantes da marinha argentina. É considerado o último navio de treinamento de cruzeiro intacto da década de 1890, cuja aparência original foi mantida.

A fragata prestou seu serviço como navio-escola entre os anos 1899 e 1939. Durante este período foram realizadas 37 cruzeiros de treinamento em diferentes países. A partir de 1939, as suas viagens passaram a se limitar aos portos argentinos, permanecendo na Divisão de Instrução da Escola Militar Naval, onde os cadetes faziam curtas viagens instrucionais. Em 1961 deixou de exercer a sua função, sendo inaugurado como navio-museu em 22 de maio de 1964.

Além da história do navio, os visitantes podem conhecer o seu funcionamento e os seus diferentes espaços como a sala de máquinas, os camarotes, a cobertura, o refeitório e os seus vários salões. Também estão expostos em seu interior, objetos utilizados na época em que o navio estava em atividade como mapas, instrumentos náuticos, armas e souvenires que os tripulantes trouxeram de diversas partes do mundo.

  1. Esquina Carlos Gardel

A casa de tango Esquina Carlos Gardel é uma das mais famosas e populares de Buenos Aires. Homenageia o mais genuíno e famoso cantor e compositor de tango Carlos Gardel. As suas apresentações artísticas são diversificadas e contam com uma orquestra de grandes músicos e experientes e consagrados bailarinos de tango. A decoração do salão é feita de forma a recriar uma experiência histórica dos anos 30, que começa desde o momento em que passamos pela sua porta. O palco também possui modernos equipamentos tecnológicos de luz e som que proporcionam um espetáculo inesquecível.

E como não poderia deixar de ser, um dos momentos mais marcantes ocorre durante a apresentação ao som do tango mais famoso composto por Carlos Gardel e Alfredo Le Pera chamada “Por una cabeza”. Por ter a melodia uma melodia conhecida, o público participa cantando. Assim como outros grandes salões de dança, o luxuoso teatro também dispõe de mesas que são organizadas para servir os deliciosos jantares com um menu à la carte e vinhos finos que antecedem as apresentações. A casa também oferece como cortesia o transporte de passageiros que estão hospedados em hotéis localizados nas regiões centrais de Buenos Aires.