Blog

Algumas diferenças linguísticas entre o português falado no Brasil e em Portugal

19.Diferencas
Cidadania Curiosidades

Algumas diferenças linguísticas entre o português falado no Brasil e em Portugal

Quem nunca esteve em Portugal pode imaginar que não existem diferenças entre o português falado no Brasil e o falado em Portugal, mas além de inúmeras diferenças no significado das palavras, o sotaque dos portugueses faz com que muitos brasileiros em um primeiro momento não entendam nada do que está sendo falado ou, como se diz por aqui, “não percebam nada”, já que a palavra “perceber” para os portugueses significa “entender”.

As diferenças fonéticas em um primeiro momento podem dar a impressão de se tratar de outro idioma. Enquanto isso, o português falado no Brasil é facilmente entendido pelos portugueses, principalmente por conta do contato com os brasileiros sejam imigrantes ou turistas e até mesmo por conta das músicas, novelas e programas brasileiros transmitidos em Portugal.

Punheta de Bacalhau é um prato típico português. Além disso, a palavra “punheta” quer dizer um “punhado de” ou uma “pequena porção”.

Uma dessas diferenças refere-se ao som do “l” e do “u” no final das sílabas. No Brasil não existe nenhuma diferença fonética entre a pronúncia das palavras mal ou mau e auto ou alto, por exemplo, mas no português falado em Portugal, o som do “l” é bem marcado e não tem som de “u”.

A conjugação do verbo também é diferente. Os portugueses geralmente usam o verbo no infinitivo, utilizando expressões como “estou a falar” e “estou a escrever” e dificilmente falam no gerúndio, como “estou falando” ou “estou escrevendo”, como geralmente é falado no Brasil. O pronome de tratamento geralmente utilizado pelos portugueses é o “tu” para situações informais e “o(a) senhor(a)” para situações formais. Logicamente, quando o pronome “tu” é utilizado, o verbo também deve ser conjugado de maneira correspondente como “tu vais” ou “tu falas”, por exemplo.

Já em relação à escrita, algumas diferenças estão relacionadas à acentuação. Enquanto algumas palavras no Brasil são grafadas com acento circunflexo (^), em Portugal grafa-se com o acento agudo (´). Por exemplo, a palavra “econômico” em Portugal é grafada como “económico”, Antônio se transforma em António. Com isso, a fonética também se altera, pois no Brasil essas vogais são pronunciadas com um som mais nasalado e de maneira mais aberta enquanto em Portugal esta pronúncia é mais fechada. Algumas palavras possuem grafias com pequenas diferenças como lavandaria (lavanderia), mobilado (mobiliado), loiça (louça), fumadores (fumantes), registo (registro) e equipa (equipe).

Porras recheadas são conhecidos no Brasil como churros. A expressão “porreiro” também pode significar “bom” ou “engraçado”.

Mas a grande diferença no idioma falado entre esses dois países está nas palavras e expressões com significados diferentes. Algumas expressões faladas de forma diferente são: “Apanhar o autocarro ou o metro” em Portugal significa “pegar o ônibus ou o metrô”; “Deitar fora o lixo” significa “Jogar o lixo fora”; “Levantar dinheiro” significa “sacar dinheiro” e “Pica na raba” significa injeção nas nádegas.

Existem também objetos, ações e lugares que são designados de forma diferente. Abaixo listamos algumas delas:

Português do Brasil

Português de Portugal

AçougueTalho
ApelidoAlcunha
AeromoçaHospedeira de Bordo
AbridorTira-cápsulas
ÔnibusAutocarro
BanheiroCasa de Banho
BairroFreguesia
Café da manhãPequeno-almoço
CalcinhaCueca
CuecaBoxer
CelularTelemóvel
CeroulaCalças
CriançaMiúdo
Creme de LeiteNatas
EndereçoMorada
Faixa de PedestresPassadeira
RapazGajo
GeladeiraFrigorífico
GrampeadorAgrafador
MeiasPeúgas
MeninaRapariga
Ponto de ÔnibusParagem
ChurrosPorra Recheada
MensalidadePropina
PedágioPortagem
RotatóriaRotunda
SanduícheSandes
SobrenomeApelido
SorveteGelado
SucoSumo
SungaTanga
TremComboio
VitrineMontra
XícaraChávena
PacienteUtente
Vaso SanitárioSanita

.

.